Blog do Doutor Jairo Bouer

Arquivo : atração

Música ajuda a conquistar a garota? Veja o que mostra uma pesquisa
Comentários Comente

Jairo Bouer

Por que as pessoas investem tanta energia, tempo e dinheiro em música? De acordo com muitos estudiosos, esse tipo de arte teria se desenvolvido através da seleção sexual. As habilidades motoras e cognitivas necessárias para fazer música seriam indicadores de bons genes e, assim, aumentariam o sucesso reprodutivo, assim como o canto de pássaros na época de acasalamento.

Com base nesse pressuposto, pesquisadores da Universidade de Viena, na Áustria, decidiram investigar se a música é capaz de interferir na capacidade de alguém se sentir atraído por outra. A equipe apresentou trechos de músicas instrumentais com temas variados para um grupo de indivíduos heterossexuais. Eles também foram expostos a fotografias de possíveis candidatos a parceiro ou parceira, retratados com uma expressão neutra.

Havia três grupos de participantes: mulheres na fase fértil (quando o comportamento de busca por parceiro parece ser mais ativo), mulheres fora da fase fértil e homens. Todos tinham preferências musicais consideradas semelhantes. Os resultados mostraram que as participantes do sexo feminino classificaram os rostos masculinos como mais atraentes e estavam mais dispostas a sair com os caras das fotos quando eram expostas a música antes de ver as imagens. A fase do ciclo menstrual não fez muita diferença. E as músicas mais estimulantes e complexas fizeram mais efeito. Já para os homens a estratégia não funcionou.

Os pesquisadores esperam, no futuro, averiguar se a exposição à música pode ser útil para compensar a ausência de algum atributo físico.  Outros estudos já mostraram que ela melhora a coesão social e também ajuda no relacionamento entre mãe e filho. Ainda existe um longo caminho a percorrer até que se comprovem esses conceitos. Mas, na dúvida, talvez valha a pena caprichar na trilha sonora antes de abordar uma garota.


Robôs ainda têm domínio limitado sobre as leis da atração, mostra estudo
Comentários Comente

Jairo Bouer

Dá para prever se uma pessoa vai sentir atração por outra apenas pelos traços de personalidade e preferências que ambas têm em comum? Esse é o princípio da maioria dos aplicativos de encontro, por isso um grupo de pesquisadores decidiu testar até que ponto a tecnologia pode revelar uma alma gêmea.esquisadores das universidades de Utah, da Califórnia e de Northwestern, utilizaram dados de dois grupos de candidatos a encontros rápidos, de quatro minutos, que tinham preenchido questionários que detalhavam mais de 100 características e preferências de cada um deles.

A equipe contou com um algoritmo de aprendizado de máquinas sofisticado para testar quem se interessaria por quem antes dos encontros ocorrerem.

Após cada encontro, os integrantes tinham que indicar o nível de interesse e de atração sexual em relação a cada candidato. Os pesquisadores perceberam que é possível antecipar, de modo geral, quem tende a despertar mais atenção de quem, mas não se duas pessoas, em particular, vão se interessar uma pela outra. Nesse último aspecto, o acerto foi zero.

De acordo com os autores, pelo menos com as ferramentas disponíveis hoje em dia, ainda não é possível pular a tarefa de encontrar um monte de gente até encontrar sua alma gêmea. Claro que os aplicativos dão uma ajuda boa para filtrar os candidatos. Mas, pelo menos por enquanto, robôs estão longe de decifrar os mistérios da atração. Os resultados serão apresentados no TEDxSaltLakeCity, no dia 9 de setembro.

 


Cheiro e voz também contam para atrair alguém, diz pesquisa
Comentários Comente

Jairo Bouer

Ter um rosto bonito ou um corpo perfeito nem sempre é o suficiente para conquistar alguém. A voz e o perfume também contam muito no jogo da sedução, de acordo com uma revisão de estudos feita por uma equipe de psicólogos da Universidade de Wroclaw, na Polônia.

Os pesquisadores analisaram trabalhos feitos sobre o tema nos últimos 30 anos, e concluíram que o olfato e a audição têm um papel tão importante quanto a visão quando se trata de julgar se alguém é atraente ou não.

Alguns experimentos revisados pela equipe indicam, por exemplo, que só de ouvir alguém falar é possível ter uma ideia do estado emocional e da idade da pessoa, e até mesmo se ela é dominadora ou cooperativa. Alguns trabalhos sugerem que dá pra adivinhar até o peso de alguém pela voz. E o cheiro, sozinho, é capaz de gerar deduções parecidas, de acordo com os pesquisadores.

Mas, ao que tudo indica, os sentidos somados têm um poder muito maior. Uma das pesquisas encontradas mostra, com ajuda de escaneamento cerebral, que a visão e o olfato funcionam em sinergia, produzindo reações muito mais fortes juntos do que isoladamente. Em outras palavras, “o conjunto da obra” é o que importa, segundo os resultados publicados no periódico Frontiers in Psychology.

Os autores lembram que a atração não tem impacto somente nos romances, mas também nas relações profissionais e nas amizades. Embora o objetivo deles seja orientar outros pesquisadores que estudam o assunto, eles servem de alerta para quem dá atenção demais à aparência, para o bem e para o mal. Beleza não é tudo.


Estudo avalia como a barba atrai as mulheres
Comentários Comente

Jairo Bouer

barba615

Uma pesquisa científica revela que mulheres tendem a achar homens de barba mais atraentes ao levar em consideração um relacionamento de longo prazo. Isso porque, de forma inconsciente, elas associam os pelos no rosto como sinal de fertilidade.

A conclusão acima é de um experimento realizado com mais de 8.500 mulheres, por pesquisadores da Universidade de Queensland, na Austrália.

A equipe, liderada por Barnaby Dixon, usou manipulação gráfica para transformar fotos de homens, a fim de que alguns tivessem rosto liso, alguns pelos ou muita barba. Também foram alterados detalhes como maçãs do rosto, queixo e outras características, para tornar a face mais ou menos masculinizada.

Rostos muito delicados, ou femininos, foram os menos apreciados pelas mulheres, especialmente quando a os pelos eram totalmente eliminados das fotos. Os homens com um pouco de barba foram os que receberam melhores notas para relacionamentos de curto prazo. E, embora os barbados tenham sido os mais eleitos para relações mais longas, homens com traços excessivamente masculinos também foram rejeitados pelas julgadoras.

Os resultados, publicados no Journal of Evolutionary, mostram que a atual moda pode fazer sentido para quem quer namorar sério. Mas, cuidado: o visual “troglodita” não caiu no gosto


Opostos não se atraem, dizem pesquisadores
Comentários Comente

Jairo Bouer

paquera615

Um estudo realizado por psicólogos derruba o mito de que os opostos se atraem. Segundo os pesquisadores, as pessoas tendem a se sentir atraídos por quem possui pontos de vista e valores parecidos com os seus.

A equipe, da Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, avaliou mais de 1.500 pares escolhidos aleatoriamente. Havia casais, mas também havia amigos e pessoas que tinham acabado de se conhecer no experimento. Cada um dos indivíduos respondeu a questionários sobre valores, preconceitos, atitudes e traços de personalidade.

As informações foram comparadas e os pesquisadores perceberam que, mesmo entre aqueles que tinham acabado de se conhecer, havia muitas características em comum, especialmente em aspectos considerados muito importantes para cada um deles.

Em um segundo experimento, foram entrevistados pares que tinham acabado de se conhecer em uma sala de aula de faculdade. Mais tarde, eles foram procurados de novo, e as crenças em comum eram as mesmas.

Para os pesquisadores, entrar num relacionamento com a esperança de mudar as opiniões do outro é perda de tempo.  Eles acrescentam que a procura por semelhantes é algo tão automático nas pessoas que pode ser considerado um padrão psicológico.

A pesquisa foi publicada no Journal of Personality and Social Pschology e noticiada no jornal britânico The Telegraph.


Quem bebe com moderação é visto como mais atraente, diz pesquisa
Comentários Comente

Jairo Bouer

festa300Um estudo revela aquilo que, na prática, todo mundo já sabe: quem exagera na bebida é visto como pouco ou nem um pouco atraente.

Mas pesquisadores da Universidade de Houston constataram que pessoas que bebem socialmente são consideradas mais atraentes que aquelas que não bebem. E alcoólatras em recuperação também foram classificados como mais interessantes que os não bebedores.

A pesquisa foi realizada com 594 heterossexuais, estudantes de graduação de uma universidade do sul dos Estados Unidos. Os participantes tinham que dar notas para fotos de diversas pessoas do sexo oposto e da mesma faixa etária, com níveis de atratividade variados. Todas as fotos acompanhavam uma frase que indicava a relação do retratado com a bebida.

De acordo com os autores do trabalho, o efeito se deve ao fato de que a bebida é encarada como algo “cool” e elegante, principalmente nos países ocidentais, algo que é reforçado pela mídia.

Em uma escala de 0 a 7, os bebedores sociais receberam uma pontuação média de 3,6, enquanto os alcoólatras em recuperação ganharam 3,4. Os abstêmios ficaram com 3,2 e os bebedores pesados, 2,8.

Os resultados foram publicados na revista Addictive Behaviors e divulgados no jornal britânico Daily Mail.


Homens têm atração pelas mais inteligentes até certo ponto, diz estudo
Comentários Comente

Jairo Bouer

JANTAR300Homens costumam se sentir atraídos por mulheres que parecem ser mais inteligentes do que eles. Mas eles mudam de ideia quando conhecem uma, sugere um estudo.

A pesquisa, realizada em 105 homens, foi conduzida por psicólogos das universidades de Buffalo, do Texas e Luterana da Califórnia, nos Estados Unidos. Os participantes e um grupo de mulheres passaram por testes de inteligência em matemática e inglês. Depois de saber qual tinha sido o desempenho das mulheres, os homens tinham que atribuir notas mais altas para as que consideravam as mais atraentes.

Os homens demonstraram maior interesse por aquelas que tinham se saído melhor do que eles nos testes. Mas, ao conversar com elas, sentiam sua masculinidade diminuída, o que os tornava menos interessados e menos propensos a convidá-las para sair, segundo o estudo. Mais tarde, ao avaliar as moças de novo, eles deram notas mais baixas às mais inteligentes.

Os pesquisadores comentam que é natural que os homens se interessem por mulheres inteligentes, até porque isso pode sugerir que elas serão boas mães e terão mais chances de lhes dar filhos com a mesma característica. Porém, na prática, é mais provável que acabem escolhendo alguém que não ameace a sua masculinidade.

Os dados foram publicados na Personality and Social Psychology Bulletin, e divulgados no jornal britânico Daily Mail.


Sorriso atrai mulher que busca relacionamento sério, diz estudo
Comentários Comente

Jairo Bouer

HOMEMSORRIDENTE300Você está em busca de uma garota para namorar sério? Então sorria. Pesquisadores descobriram que mulheres em busca de compromisso tendem a achar homens sorridentes mais confiáveis e, por isso, atraentes. A conclusão é de um estudo realizado por psicólogos da Universidade de Oslo, na Noruega, e de Senshu, no Japão.

Segundo eles, a impressão de que um homem é confiável atrai garotas em busca de compromisso por razões ligadas à paternidade – nenhuma mulher quer ser abandonada com um bebê no colo. Essa preferência teria sido moldada ao longo da evolução humana.

Em um dos experimentos, 218 mulheres foram expostas a fotos de diferentes homens e tinham que dar uma nota para cada um deles, levando em consideração a escolha para um relacionamento sério. Alguns deles sorriam, enquanto outros apresentavam uma expressão neutra.

Depois, um outro grupo de 71 mulheres foi exposto às fotos e tinha que dar notas mais altas para aqueles que lhes dava a sensação de ser mais confiáveis. Em ambos os experimentos os sorridentes foram melhor avaliados.

O curioso é que os homens com expressão neutra foram considerados mais masculinos e interessantes para um encontro casual. Mas quando a intenção era algo mais sério, o aspecto feliz foi mais valorizado.

Os resultados foram publicados na revista Evolutionary Psychology e divulgados no jornal britânico Daily Mail.


Bochechas ficam mais rosadas durante o período fértil, sugere estudo
Comentários Comente

Jairo Bouer

BLUSH300Por que tantas mulheres usam blush para deixar as bochechas mais coradas? Segundo um estudo, faces rosadas tornam os rostos femininos mais atraentes para potenciais companheiros. E isso ocorre especialmente quando os níveis de hormônio estradiol estão em alta, o que coincide com o período fértil.

O pesquisador Benedict Jones, da Universidade de Glasgow, autor da pesquisa, o estradiol aumenta o fluxo nos vasos sanguíneos próximos da superfície da pele, causando o rubor.

O estudo, publicado na revistaPsychoneuroendocrinology, envolveu 116 mulheres com idade em torno de 21 anos, testadas em cinco sessões semanais. No período da pesquisa, elas não puderam se bronzear, nem usar pílula ou maquiagem.

Os pesquisadores concluíram que os rostos das mulheres estavam significativamente mais rosados quando os testes de saliva indicavam que o estradiol estava mais alto. Os dados foram divulgados no jornal britânico Daily Mail.

Em estudos anteriores, Jones já havia sugerido que, durante o período fértil, as mulheres também são mais propensas a usar a cor vermelha ou rosa. Isso explicaria até mesmo a popularidade desses tons nas lingeries vendidas para o Dia dos Namorados.


Fotos produzidas demais podem afastar um pretendente na internet?
Comentários Comente

Jairo Bouer

RELACIONAMENTO300Muita gente dá aquela melhorada no visual para tirar fotos e depois divulgá-las nas redes sociais e nos sites de relacionamento, a ponto de deixar óbvio que a imagem foi produzida. Isso é bom ou ruim para atrair o sexo oposto?  Segundo um estudo realizado pela Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos, depende se você é homem ou mulher.

Os pesquisadores descobriram que  fotografias produzidas de mulheres aumentam o poder de atração para os homens, mas também baixam o nível de confiança deles em relação às candidatas. Já fotos melhoradas de homens também atraem mais as mulheres e, ao contrário do que acontece com eles, não há perda de confiabilidade.

As conclusões do estudo foram apresentadas na conferência anual da Associação Internacional de Comunicação em Porto Rico.

O trabalho contou com 305 homens e mulheres heterossexuais, com idades entre 17 e 36 anos. Todos eles foram submetidos a diferentes imagens do sexo oposto – algumas eram produzidas (com iluminação artificial, maquiagem e cabelo feitos) e outras, naturais.

Pesquisas anteriores já haviam mostrado que caprichar na foto do perfil faz toda a diferença para quem decide usar a internet para encontrar um relacionamento. Mas os pesquisadores queriam saber se exagerar na produção não poderia gerar o efeito oposto – afastar possíveis candidatos, que ficariam desconfiados com a ideia de que a imagem do perfil era “boa demais para ser verdadeira”. E a confiança exerce um papel importante nesse tipo de relação.

Mas, de acordo com os resultados, parece que forçar um pouquinho a barra é aceitável nas paqueras on-line. Mesmo os homens, que relataram uma menor confiança nas candidatas com fotos produzidas, demonstraram maior desejo de conhecer as donas desses perfis. Os pesquisadores concluíram que, pelo menos à primeira vista, atração é mais importante que confiança.