Topo
Blog do Jairo Bouer

Blog do Jairo Bouer

Ressaca diminui atividade cerebral e memória, mostra estudo

Jairo Bouer

06/08/2019 13h44

Crédito: Pixabay

Todo mundo sabe bem que dirigir ou operar máquinas alcoolizado é perigoso, mas nem todo mundo leva a sério a recomendação dos médicos para que as pessoas evitem fazer o mesmo de ressaca. Porém, cada vez mais estudos têm confirmado os prejuízos do álcool ao cérebro também no dia seguinte à bebedeira.

Uma pesquisa publicada esta semana por pesquisadores da Universidade de Tecnologia Swinburne, na Austrália, esclarece por que a ressaca pode causar tantos problemas. Com ajuda de exames e testes cognitivos em pessoas que haviam bebido quantidades diferentes de álcool, eles descobriram que, no dia seguinte, os usuários ainda apresentavam atividade cerebral e memória reduzidas.

O experimento foi realizado com mais de 100 pessoas, que apresentavam graus diversos de ressaca. Quanto maior a quantidade de álcool consumida na noite anterior, maiores eram os sintomas de mal-estar e pior era o desempenho dos participantes dos testes de atenção e memória.

Os autores do trabalho, publicado no periódico The National Centre for Biotechnology, esperam que os resultados sirvam de alerta para que as pessoas compreendam que as limitações continuam no dia seguinte a uma bebedeira, mesmo depois que o álcool já saiu do sangue.

Os dados comprovam o que muitos especialistas já sabiam – a habilidade de dirigir ou realizar qualquer atividade que exija maior atenção piora muito depois que alguém bebe, e a melhora não vem rápido, nem mesmo com horas de sono e um bom café.

No ano passado, divulguei os resultados de uma pesquisa feita por médicos do Hospital Infantil da Universidade de Michigan, nos EUA, sobre os riscos de se tomar conta de criança durante a ressaca. Entre os mais de 1.100 pais e mães entrevistados, quase 30% se lembrava de alguma situação arriscada enfrentada pelos filhos porque algum cuidador ou motorista havia bebido. E, apesar de a maioria dizer que se planejava antes de consumir álcool em festas com crianças presentes, muito poucos se organizavam para não pegar o carro no dia seguinte.

Sobre o autor

Jairo Bouer é médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e bacharel em biologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Fez residência em psiquiatria no Instituto de Psiquiatria da USP. Nos últimos 25 anos tem trabalhado com divulgação científica e comunicação em saúde, sexualidade e comportamento nos principais veículos de mídia impressa, digital, rádios e TVs de todo o país.

Sobre o blog

Neste espaço, Jairo Bouer publica informações atualizadas e opiniões sobre biologia, saúde, sexualidade e comportamento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Jairo Bouer