Blog do Jairo Bouer

Por que os Millenials traem? Veja o que diz uma pesquisa

Jairo Bouer

07/08/2017 22h35

Tentação? Curiosidade? Nada disso. O que mais motiva os jovens de hoje, ou seja, os Millenials, a trair seus parceiros ou parceiras é a falta de um vínculo satisfatório, segundo um estudo publicado no Journal of Sex Research.

A pesquisa, conduzida pela Universidade do Tennessee, nos Estados Unidos, contou com 104 adultos heterossexuais com 22 anos de idade, em média, e que admitiram ter sido infiéis nos últimos seis meses.

Para 73% deles, a traição tinha sido motivada pelo fato de o parceiro não preencher sua necessidade de interdependência, ou seja, faltava intimidade ou a sensação de ser amado. Outros 20%, no entanto, mencionaram a necessidade de independência como causa da infidelidade.

Com base nos dados, os pesquisadores identificaram dois estilos diferentes de vínculo nos relacionamentos que aumentaram a probabilidade de traição. O primeiro foi o comportamento evasivo, típico de quem tem medo da intimidade. Já o segundo é o comporto ansioso, que vai na contramão e acaba assustando os parceiros.  Outros motivos citados como movito de infidelidade foram o uso de álcool e a busca por emoções.

Recentemente, um outro estudo mostrou que os jovens de hoje têm traído menos seus parceiros do que seus pais, que estão na faixa dos 50 anos. E outro, anterior, constatou que eles também fazem menos sexo. Parece que a individualidade está falando mais alto para esta geração.

Sobre o autor

Jairo Bouer é médico formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e bacharel em biologia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Fez residência em psiquiatria no Instituto de Psiquiatria da USP. Nos últimos 25 anos tem trabalhado com divulgação científica e comunicação em saúde, sexualidade e comportamento nos principais veículos de mídia impressa, digital, rádios e TVs de todo o país.

Sobre o blog

Neste espaço, Jairo Bouer publica informações atualizadas e opiniões sobre biologia, saúde, sexualidade e comportamento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Blog do Dr. Jairo Bouer
Topo