Blog do Doutor Jairo Bouer

Arquivo : sexismo

Autoafirmação está por trás de piadas sexistas, dizem pesquisadores
Comentários Comente

Jairo Bouer

Fazer piadas machistas ou sobre gays é uma forma de os homens se reafirmarem quando sua masculinidade está sendo ameaçada. Quem diz são pesquisadores norte-americanos, em um estudo publicado na revista científica Sexual Roles.

A equipe, da Universidade Western Carolina, conduziu dois experimentos com 387 homens heterossexuais, que responderam a questionários para identificar sua personalidade, níveis de preconceito, e tipo de humor preferido.

Os pesquisadores concluíram que as piadas preconceituosas geram autoafirmação para homens com crenças mais precárias de masculinidade, especialmente quando essas qualidades tipicamente atribuídas aos homens estão, de alguma forma, sendo desafiadas.

Para os autores, é uma maneira de se distanciar dos traços que não querem que sejam atribuídos a eles de uma forma relativamente segura de se expressar, que é por meio do humor.  Mas os autores lembram que piadas e provocações são as formas mais comuns de assédio sexual no ambiente de trabalho. Entender por que isso acontece pode ser o primeiro passo para evitar o problema.


Machismo pode ser prejudicial à saúde mental dos homens
Comentários Comente

Jairo Bouer

narcisismo615

Homens que se enxergam como garanhões, ou que sentem ter poder sobre as mulheres são mais propensos a ter problemas de saúde mental do que os colegas que não são assim, de acordo com uma pesquisa publicada pela Associação Americana de Psicologia.

Pesquisadores da Universidade Indiana Bloomington revisaram um total de 78 estudos científicos, envolvendo mais de 19.400 participantes, sobre os temas. Eles analisaram a relação entre uma saúde mental mais frágil e a conformidade com certos traços associados a masculinidade e machismo, como desejo de controle emocional, sensação de poder sobre as mulheres, prioridade no trabalho, desejo de vencer, atração por violência e risco, promiscuidade sexual e desprezo por homossexuais.

Os traços mais associados a problemas psicológicos ou psiquiátricos, segundo os pesquisadores, foram: autoconfiança, poder sobre as mulheres e comportamento de garanhão. Além de ter uma saúde mental mais frágil, eles também são menos propensos a buscar tratamento, o que tende a agravar os quadros. Os resultados foram publicados no Journal of Counseling Psychology.

Se o machismo pode causar ou ser causa de problemas psicológicos no homem, isso certamente tem algum impacto na saúde mental das mulheres que convivem com ele.

A equipe também fez outras duas descobertas interessantes: a característica masculina de priorizar o trabalho acima de tudo não foi significativamente associada a problemas de saúde mental. Já a atração por risco trouxe resultados bons e também ruins, mostrando que essa característica pode ter tanto consequências psicológicas positivas quanto negativas.

 

 


Revistas masculinas fazem sexismo parecer normal
Comentários Comente

Jairo Bouer

assedio700

Algumas revistas de comportamento masculinas são famosas por divulgar piadas sexistas. Segundo pesquisadores britânicos, esse tipo de conteúdo só ajuda a “normalizar” e, no final das contas, perpetuar a discriminação contra a mulher.

Psicólogos das universidades de Surrey, Clark, Ghent e Middlesex London se uniram e publicaram três estudos sobre o tema, publicados na revista Psychology of Men and Masculinities.

Os resultados contrariam o argumento frequente dos responsáveis pelas publicações, de que esse tipo de humor seria inofensivo porque os leitores saberiam captar a ironia das piadas.

No primeiro trabalho, 81 homens de 18 a 50 anos foram expostos a piadas sexistas proveniente de revistas masculinas e também de outros contextos. Os mais jovens, especialmente os menos machistas, acharam que o conteúdo encontrado nas revistas era menos hostil, mas também menos irônico ou engraçado.

No segundo estudo, envolvendo 423 homens britânicos de 18 a 30 anos, os pesquisadores buscaram uma correlação entre sexismo e o consumo de revistas masculinas. Eles descobriram que os participantes com tendência maior a discriminar mulheres eram mais propensos a comprar essas publicações. No entanto, esses consumidores não tiveram tendência maior a frequentar clubes de striptease ou casas de prostituição.

No experimento final, 274 alunos de faculdades norte-americanas foram convidados a ler uma série de declarações e adivinhar se elas vinham de revistas masculinas ou de estupradores condenados à prisão. Apenas metade das frases foram identificadas corretamente. Depois de saber o resultado, os jovens mudaram sua visão sobre as revistas.

Em 2012, vários estudos apresentaram resultados semelhantes a desse último experimento, tanto que o governo decidiu que essas revistas fossem vendidas em embalagens escuras nos supermercados do Reino Unido. Para os autores, a nova tríade deve representar o golpe final para as publicações com teor machista. Para quem acredita que censurar piadas é exagero, fica o toque: o mundo está mudando.


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>